Segundo dados do IBGE, o número de idosos no Brasil aumenta a cada ano – atualmente, são cerca de 30 milhões de pessoas com mais de 60 anos, e a estimativa para 2050 é que esta marca chegue a 66,5 milhões.

A população idosa cresce em ritmo acelerado no país, numa velocidade acima da média mundial. A explicação para isso é a mudança repentina no perfil dos habitantes, causada por dois principais motivos: o aumento na expectativa de vida, que atingiu, em 2017, a média de 75,8 anos de idade, e as novas composições familiares, com menos filhos.

Hoje, muitos idosos moram sozinhos, são ativos, autônomos e curtem sua longevidade. No entanto, viver mais só é sinônimo de viver bem se a saúde estiver em dia.

Dificuldades do envelhecimento

Mesmo ativos, os idosos são afetados pelas características naturais do envelhecimento. O declínio gradual das funções do organismo é inevitável, o corpo já não responde tão bem aos estímulos e é nesta fase que começam a surgir os problemas de saúde decorrentes de uma vida inteira de hábitos ruins.

A metabolização fica mais lenta, dificultando a absorção de nutrientes e, também, a excreção de resíduos. Por isso é tão importante seguir as orientações médicas quanto à ingestão de medicamentos, por exemplo.

As dores também começam a ficar mais frequentes e, consequentemente, as atividades físicas são interrompidas, o que é um grande risco para a saúde, considerando que a perda de massa muscular é uma das principais causas de quedas em idosos.

Cuidados com a saúde na terceira idade

Embora não sejam exclusividade da terceira idade e possam ser afetadas por fatores genéticos, algumas doenças são mais comuns entre os idosos, como câncer, diabetes, hipertensão, osteoporose e cardiopatias.

Entretanto, existem diversas formas de cuidar da saúde e evitar tais ocorrências.

 

Confira algumas dicas que contribuem para prevenir doenças e minimizar suas consequências!

#1 Consumir mais alimentos naturais

Consuma vegetais e frutas, carnes magras, grãos, peixes e outros alimentos ricos em cálcio e ômega 3. Evite o consumo de industrializados, gorduras, açúcar e bebidas alcoólicas.

#2 Fazer exercícios leves todos os dias

Pode ser uma caminhada pelo bairro, hidroginástica ou alguma modalidade de dança: o importante é ter contato com outras pessoas, liberar endorfina – o hormônio da felicidade – e se manter em movimento.

#3 Manter o corpo hidratado

Você sabia que a sensação de sede já é um sinal de desidratação?

Por isso, beba bastantes líquidos e evite a exposição excessiva ao sol, especialmente entre 10h e 16h. Usar chapéu, filtro solar e roupas leves também são muito importantes.

#4 Fazer exames preventivos regularmente

Idosos saudáveis e sem histórico familiar devem fazer exames de rotina 1 vez ao ano ou conforme orientação profissional. Não inicie ou interrompa medicação sem informar ao médico e lembre-se, também, de manter a carteira de vacinação atualizada.A manutenção de hábitos saudáveis permite que você aproveite a vida com prazer e tranquilidade!
Na Viver10, você conta com uma ampla rede de especialistas em saúde na terceira idade!

Agende sua consulta pelo telefone (47) 2122-9664 ou escreva para contato@viver10.com.br.